Vídeo – Muitas pessoas poderão viver da mediação

0
AdamNews – Divulgação exclusiva de notícias para clientes e parceiros!
O Justificando recebeu em seus estúdios José Roberto Neves Amorim, desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo e coordenador do Núcleo de Conciliação de Mediação de SP, e Conselheiro do CNJ de 2011 a 2013, onde foi responsável pelas Políticas Públicas de Conciliação e Mediação do Brasil.
Amorim tem sido um dos principais protagonistas na implementação da mediação no Brasil, “Na verdade o que a gente nota é: quando o juiz participa de uma ação ele decide alguma coisa a favor de uma pessoa contra outra. Ele decide um processo, mas não pacifica o conflito. Ele decide o processo mas não traz paz para as pessoas“.
O desembargador conversou com nosso entrevistador, Igor Leone, sobre a cultura brasileira de judicialização e esclareceu pontos contraditórios entre o Novo CPC e a Lei de Mediação, como a necessidade de cadastro dos conciliadores, o impedimento de advogados atuarem nos juízos em que são mediadores e a própria carreira do mediador, cuja profissão anuncia ser uma das novidades das novas práticas processuais brasileiras.
Confira essa e outras entrevistas no nosso canal do Youtube. Toda quarta-feira uma entrevista nova.
Fonte: Justificando – 17/06/2015
Share Button
17 de junho de 2015 |

Deixe uma resposta

Idealizado e desenvolvido por Adam Sistemas.
Pular para a barra de ferramentas