Justiça Federal divulga manual de mediação e conciliação

0
Para capacitar juízes, mediadores e conciliadores, a Justiça Federal divulgou um manual de mediação e conciliação, com enunciados e recomendações sobre a matéria.
O documento apresenta os textos legais e normativos, e faz referências às resoluções 125/2010 do Conselho Nacional de Justiça, e 398/2016, do Conselho da Justiça Federal, com enunciados e recomendações sobre a mediação e conciliação na Justiça Federal.
Além disso, explica as fases e técnicas simulações da conciliação em matéria previdenciária, danos materiais , sistema financeiro de habitação.
O ministro João Otávio Noronha, presidente do Conselho da Justiça Federal e do Superior Tribunal de Justiça, que assina a apresentação do documento, defende o papel fundamental do juiz  para as mudanças trazidas pela Lei de Mediação (13.140/2015).
“A ele [juiz] cabe, antes de julgar, buscar a conciliação das partes a fim de evitar a polarização da demanda, opção que deve ser prioritária na política judiciária. O que de fato importa é a plena resolução de conflitos, não simplesmente a eliminação de processos. Afinal, não soluciona discórdias quem apenas sentencia”, afirmou.
Elaborado pelo Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal, o documento é assinado pelos professores Bruno Takahashi, Daldice Maria Santana de Almeida, Daniela Monteiro Gabbay e Maria Cecília Araújo Asperti. Os autores cederam os direitos autorais.
Para reforçar a institucionalização dos métodos consensuais, inclusive onde há ente público, está prevista para o dia 31 de maio uma mesa de debate no Tribunal Regional Federal da 3ª Região.
Clique aqui para acessar.
Fonte: Revista Consultor Jurídico, 23 de março de 2019, 11h11
AdamNews – Divulgação exclusiva de notícias para clientes e parceiros!
Share Button
23 de março de 2019 |

Deixe uma resposta

Idealizado e desenvolvido por Adam Sistemas.
Pular para a barra de ferramentas