Justiça do Trabalho promove curso para formação de mediadores e conciliadores

0
Começou na segunda-feira (6/11) o curso de “Formação de Mediadores e Conciliadores” para magistrados e servidores que irão atuar nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs). O curso é ministrado pelo juiz Auxiliar da Presidência e Coordenador do Juízo de Solução de Conflitos, Precatórios e apoio à Execução (Jasconpe), Vitor Leandro Yamada, e a servidora Águida Maria de Sales Fortunato, Calculista, lotada no Fórum Trabalhista de Porto Velho, a capacitação se estenderá até 8 de novembro, no plenarinho na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (RO/AC).
Direcionado a magistrados e servidores, o curso tem como objetivo incentivar e promover treinamento e atualização para conciliadores e mediadores nos métodos consensuais de solução de conflitos. O juiz substituto da 1ª Vara do Trabalho de Rio Branco (AC), Vicente Ângelo Silveira Rego, falou sobre a importância do curso. “A capacitação é essencial para adquirir novos conhecimentos que serão aplicados na solução de litígio e em especial na conciliação e mediação, desta forma podemos evitar que as partes avancem em um processo que pode ser demorado e, principalmente, para tentar solucionar os conflitos sociológicos, para que assim todos saiam satisfeitos com a prestação jurisdicional”, comentou.
Na oportunidade foram abordados temas como: Políticas Públicas em Resolução adequada de disputa, a Moderna Teoria do Conflito e a Teoria dos jogos, modelos de negociação, noções de cálculos e entre outros pontos.
Vitor Yamada destacou que o curso é fundamental e obrigatório aos servidores que irão atuar nos Cejuscs. “A iniciativa é essencial, pois sem ele os servidores não se habilitam a atuar como mediador, sendo assim ele pode ser considerado como forma obrigatória na formação destes profissionais”, ressaltou.
O Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania serão inaugurados nos Fóruns Trabalhistas em Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC) nos dias 27 e 28 de novembro, respectivamente. O Centro funcionará paralelamente às atividades das Varas do Trabalho e tem por objetivo fomentar a cultura da conciliação no âmbito da Justiça do Trabalho. O centro possui um ambiente todo preparado para que as partes tentem de forma consensual resolver os seus conflitos não dependendo da decisão do magistrado.
Fonte: Tudo Rondônia – 07 de novembro de 2017
Share Button
7 de novembro de 2017 |

Deixe uma resposta

Idealizado e desenvolvido por Adam Sistemas.
Pular para a barra de ferramentas